ACADEMIA BRASILEIRA DE COACHING E PNL

Blog

Inteligência Emocional é garantia de sucesso absoluto

Blog

A inteligência emocional conecta você a você

O processo da Inteligência Emocional

Daniel Goleman em seu livro “O Cérebro e a Inteligência Emocional – Novas Perspectivas” nos informa que a comunicação entre o “cérebro” emocional e o racional é a fonte física de toda “Inteligência Emocional”. O caminho para a inteligência emocional leva ao cérebro. Seus cinco sentidos primários acessam a informação e a conduzem através de uma rede neural fazendo essa viagem até o centro (parte emocional). Alí acontecem algumas reações, antes de chegar ao córtex (parte racional). Onde agora você pode pensar racionalmente e ter consciência dessa experiência. Essa parte central do cérebro é conhecida como sistema límbico, o lugar onde as emoções são geradas. Quando um evento atrai emocionalmente sua atenção, imediatamente seu sistema límbico dispara uma reação. Isso acontece antes que sua mente racional possa se envolver. A inteligência emocional requer uma perfeita comunicação entre esses dois sistemas o emocional e o racional.

O cérebro é plástico

A “Neuroplasticidade” é o termo que os neurologistas usam para descrever a capacidade do cérebro de mudar e se readaptar. O cérebro cria novas conexões fazendo e refazendo suas configurações à medida que você aprende novas habilidades. O que ele fazia com alguns neurônios, agora pode utilizar milhões. E quanto maior for esse novo caminho, mas fácil será recuperar essa informação. A mudança é gradual, à medida que seus neurônios desenvolvem essas novas conexões.

Através das sinapses, ele acelera a eficiência das novas habilidades adquiridas. Essas novas habilidades podem ser apreendidas através de eventos reais ou apenas imaginários, para o cérebro é a mesmo coisa. Sua mente sabe o que é e o que não é criado pela imaginação, mas seu cérebro não sabe identificar a diferença, até a mente com o tempo perde essa capacidade se você continuar mentindo para si. De tanto você refazer esse caminho neural até sua mente passa a acreditar e você fica sem tem certeza do que é mentira ou verdade.

O uso de estratégias para aumentar a sua inteligência emocional permite que milhões de neurônios microscópicos reforcem a estrada entre os centros racionais e emocionais do seu cérebro para se ramificar em “braços” (como uma árvore) e alcançar as outras células. Uma única célula pode fazer 10 mil conexões com seus vizinhos. Essa reação em cadeia garante que no futuro seja mais fácil lançar mão desse novo comportamento. Uma vez que você treina seu cérebro repetidamente usando novas estratégias de inteligência emocional, esses novos comportamentos emocionalmente inteligentes se tornarão hábitos.

A inteligência emocional

Como não se pode ter controle sobre as emoções, desenvolver uma alta inteligência emocional parece algo bem difícil de se alcançar. Sendo que a pior parte é saber que isso afetará a forma como gerenciamos nosso comportamento, como nos inserimos nas complexas relações sociais, até nossas decisões pessoais ficarão comprometidas. Então, como fazer para alcançar resultados emocionalmente positivos no dia a dia? Primeiramente vamos entender o que seja Inteligência Emocional.

Segundo Daniel Goleman, existem 5 (cinco) competências de inteligência emocional básicas e elas se unem sob duas capacidades primárias: as capacidades pessoais e as capacidades sociais.

 

As cinco capacidades da inteligência emocional

1) As capacidades pessoais são compostas por suas competências de autoconsciência, autogestão e automotivação. Essas dizem respeito a você individualmente, não levando em considerações suas interações com outras pessoas. As competências pessoais medem o quanto você se conhece, se é capaz de identificar suas próprias emoções e que tipo de gestão dará aos impulsos que elas provocam.

Três capacidades internas:

a) A autoconsciência é a sua capacidade de perceber e identificar com precisão as emoções e estar atento a elas sempre que aparecerem.

b) A autogestão é a sua capacidade de usar a autoconsciência para redirecionar positivamente os impulsos resultantes dessas emoções.

c) A automotivação é a capacidade de motivar a si próprio sem necessidade da influencia de eventos, fatos ou intermediação de terceiros.

2) A competência social é composta por sua consciência social e habilidades de gerenciar sua inter-relação com os outros. A competência social diz da sua capacidade de

entender os estados, comportamentos e motivos de outras pessoas, a fim de melhorar a qualidade dos seus relacionamentos.

Duas capacidades externas:

a) A empatia é uma das competências sociais mais funcionais, serve para perceber e identificar as emoções de outras pessoas. É importante perceber que essa habilidade não  implica necessariamente em compaixão. Pois pode ser uma competência totalmente cognitiva e não emocional. Essa habilidade também pode ser usada para a crueldade.

b) Consciência social é ter a habilidade de usar a empatia na gestão de seus relacionamentos quando interagindo com outras pessoas. É a capacidade de encontrar pontos em comum com os outros e a partir daí construir suas redes relacionais. É ter a competência de liderar, entender e persuadir para no final ajudar a modificar seu universo.

Para cada uma dessas capacidades foi escrito um artigo e publicado nesse blog, que separadamente trata o assunto “Inteligência Emocional” com mais profundidade. Para ter um maior proveito aconselho que leia todos.

 

Compartilhar este artigo:

One thought on “Inteligência Emocional é garantia de sucesso absoluto”

  1. Textos sempre muito educativos e esclarecedores…parabéns pelo conteúdo de alto padrão e por nos proporcionar deliciosos momentos de leitura inteligente…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preparamos você para ser um vencedor. Acredite – você é capaz de superar qualquer dificuldade para chegar onde desejar – vamos te dizer como.